• Mário Antonio Marques Fascio

Presidente da Palmares ironiza Dia da Consciência Negra: “Vitimização”


Sérgio Camargo disparou uma série de críticas à data, dedicada à reflexão sobre a inserção da população negra na sociedade brasileira.


O presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, usou as redes sociais neste sábado (20) para fazer críticas ao Dia da Consciência Negra, celebrado nacionalmente nesta data.


Camargo, que comumente dá declarações racistas e é conhecido pelas posições de extrema direita, disse que a data divide o país e deveria se chamar “Dia da Vitimização do Negro”.

A data de 20 de novembro visa levar à reflexão sobre a inserção da população negra na sociedade. A efeméride foi incluída no calendário escolar em 2003 e instituída em âmbito nacional em 2011. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista. O 20 de novembro é feriado em cerca de mil cidades em todo o país e em cinco estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro.



1 visualização0 comentário