• Mário Antonio Marques Fascio

Polícia Federa investiga superfaturamento em obras de manutenção de rodovias federais no Amapá


Há, ainda, indícios de uso de madeira ilegal em obras contratadas com dinheiro público

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (10/11) a Operação Candidus, com o objetivo de ter acesso a contratos firmados entre o DNIT e algumas empresas que realizam a manutenção de rodovias que cortam o Estado do Amapá.

Policiais federais cumpriram um mandado de busca e apreensão na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), na capital amapaense.

Investigações da PF apontam para possível superfaturamento na contratação das corporações que prestam esse tipo de serviço. Ter acesso aos contratos é necessário para que uma análise detalhada seja feita, pois investigações prévias já constataram inconsistências na aquisição de matérias primas. Além disso, os valores pagos pelo órgão público à iniciativa privada estariam em desacordo com os praticados no mercado.

Recaem, ainda, suspeita de que crimes ambientais poderiam estar acontecendo na execução das obras públicas.

Os envolvidos podem responder, a princípio, pelos crimes de falsidade ideológica e fraude em licitação ou contrato. As penas somadas podem chegar a 13 anos de reclusão, além do pagamento de multa.


0 visualização0 comentário