• Mário Antonio Marques Fascio

EM MACAPÁ, FISIOTERAPEUTA QUE TOCOU NA PARTE ÍNTIMA DE UMA PACIENTE QUE REALIZAVA UM PROCEDIMENTO



A Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes contra Criança a Adolescente (DERCCA), indiciou um fisioterapeuta, de 30 anos de idade, pela prática do crime de importunação sexual.

De acordo com o Delegado Ronaldo Entringe, titular da DERCCA, o crime aconteceu em outubro do ano passado, numa clínica de fisioterapia localizada no bairro Santa Rita, em Macapá.

“A vítima, uma adolescente de 17 anos de idade, alegou que, devido uma lesão na coxa direita, estava fazendo sessões de fisioterapia na clínica onde ocorreu o crime. Numa dessas sessões, o fisioterapeuta apoiou a mão esquerda na parte íntima da adolescente, o que causou estranheza na vítima e a fez questionar o profissional sobre a atitude, o qual lhe disse que era apenas um apoio para que pudesse passar o laser na região a ser tratada. Em seguida, ele tentou tirar a calcinha da adolescente, mas ela conseguiu impedir. Diante da situação, a vítima levantou da maca, vestiu a roupa e saiu da sala, não tendo retornado para finalizar o tratamento”, explicou o Delegado.

O Delegado informou ainda que, o fisioterapeuta fez comentários no sentido de dizer que a lesão teria sido motivada por algum ato sexual.

“Em uma das sessões, o fisioterapeuta disse que ficava imaginando o que teria causado a lesão, que ocorreu porque a adolescente esticou muito a perna. Ele chegou a dizer assim: ‘diga para o seu namorado dar uma segurada’. Ou seja, um comentário totalmente inapropriado. A adolescente nunca teve qualquer conversa sobre a sua vida pessoal com ele”, finalizou o Delegado.

O fisioterapeuta permaneceu em silêncio durante o interrogatório.

O inquérito policial foi remetido ao Ministério Público para o oferecimento da denúncia.

8 visualizações0 comentário