• Mário Antonio Marques Fascio

Dono de terreno conta que avião de Marília Mendonça estava 'desgovernado'


O proprietário do terreno onde o avião em que viajava a cantora Marília Mendonça, informou que foi o primeiro a chegar no local quando a aeronave caiu. Aníbal Martins Julião Júnior, conta que no momento em que o avião caiu, ele estava de costas, mas seus funcionários testemunharam o momento em que a rede elétrica foi atingida pelo mesmo.

"Eles gritaram: ‘O avião tá caindo!’. Quando virei, já não vi a aeronave naquele primeiro momento. Só fui vê-la quando faltavam talvez uns 50 metros para cair"', contou Aníbal. A informação foi dada em entrevista a um Portal de notícias nacional o qual ele afirmou, também, que a aeronave estava "desgovernada"

O acidente aéreo ocorrido na última sexta-feira, 5, provocou a morte da cantora e de outras quatro pessoas. O avião caiu em Piedade de Caratinga (MG).

"Quando ele chegou no local da queda, é como se tivesse perdido completamente sustentação, e caiu de ‘barriga’ na rocha. E ficou no local de impacto, não desceu. Eu fui o primeiro a chegar no local, e vazava muito combustível [da aeronave]. O cheiro estava insuportável e o meu maior receio, naquele momento, era que explodisse", falou.

O proprietário do terreno disse ainda em que estado encontrou a aeronave, o piloto e o copiloto.

"As persianas do piloto e do copiloto estavam abertas, e eu consegui ver bem. Eles estavam com a cabeça abaixada, não tinha nenhum tipo de movimento. As persianas traseiras estavam meio que semiabertas e nós não conseguimos visualizar se tinha alguma pessoa atrás", contou.

0 visualização0 comentário